Existe um ditado que diz “se você não pode combater os oponentes, junte-se a eles”. E essa expressão nunca fez tanto sentido — afinal, nada mais sábio do que pensar em mecanismos coletivos de driblar a situação a favor do mercado como um todo. Assim, em um momento que o país vivencia uma dura realidade, a pergunta que se destaca é: como unir forças com a concorrência para impulsionar o negócio? 

A 3 Corações, por exemplo, utilizou tal recurso e o sucesso está mais do que consolidado, já que a marca é referência quando o assunto é café, contemplando mais de 320.000 pontos de vendas e o nada modesto título de Melhor Empresa de Agronegócios, segundo a Revista Exame.

Entendeu  a importância dessa estratégia para alavancar o negócio e quer saber, então, qual a melhor forma para colocar essa ação em prática? Basta seguir as instruções. Veja:

Apostando no mecanismo de vendas complementares

Não é raro os casos em que uma empresa comercializa determinados tipos de produtos que necessitam de itens complementares. Entretanto, tal mercadoria só está disponível no concorrente. Esse cenário não deve ser visto de maneira negativa, pelo contrário: com sabedoria, é possível tornar essa situação totalmente benéfica para todas as empresas envolvidas.

Muitas vezes, tais empreendimentos não competem diretamente, já que o carro-chefe de uma empresa é bem distinto do outro. Assim, unindo a força dos estabelecimentos, as corporações podem indicar uma a outra, atendendo um número maior de clientes, ajudando ambas a prosperar.

Trocando experiências e informações

Já parou para pensar que o seu rival conseguiu tirar de letra os vários obstáculos que surgiram? Pois, então, ele poderia muito bem trazer para você dicas de como lidar melhor com os momentos críticos do comércio, tornando o dia a dia da sua empresa muita mais fácil.

Mas não só ele pode passar tais informações como você também pode relatar toda a sua experiência a fim de ajudá-lo a contornar os pepinos diários e conquistar a clientela. Assim, juntos, vocês terão uma bagagem muito maior para criar alternativas que vão contribuir para o aumento das vendas.

Compartilhando recursos tecnológicos

A tecnologia é uma forte aliada dos empresários, não apenas facilitando os trabalhos como também otimizando os processos internos e aperfeiçoando a gestão financeira. Entretanto, às vezes, não fica nada barato contratar tais serviços, que funcionam principalmente à base de licenciamentos.

Nesse contexto, que tal compartilhar com a concorrência o recurso, dividindo o preço? Essa estratégia, com certeza, deixarão vocês ainda mais próximos, simplificando a interação, além de reduzir os custos operacionais.

Investindo em ações de marketing juntos

Talvez você ainda não tenha se dado conta de que apostar em um formato de marketing conjunto pode ser a saída para aumentar as vendas, fomentando todo o segmento. O recomendado aqui é analisar com a concorrência a possibilidade de criar peças institucionais, incluindo revistas, sites e panfletos que abordem os produtos de todos os parceiros, de forma harmoniosa, em que um produto jamais se sobressaia ao outro.

Afinal, o intuito é vender as peças de todas os empreendimentos envolvidos. Para ser vantajoso para todas as partes, pense na ideia de trabalhar com comissão.

Tomando os devidos cuidados com essa estratégia

Agora que você já sabe como unir forças com a concorrência para obter melhores resultados, é preciso também ter atenção a outros aspectos, como a viabilidade e o nível de segurança desse tipo de negócio, pois a escolha equivocada do parceiro pode deixar você em maus lençóis.

Lembre-se, portanto, que a alternativa de se juntar a outros comerciantes deve ser pensada uma, duas, três ou quantas vezes forem necessárias. Para não correr riscos, apresente essa opção apenas para pessoas confiáveis e que jamais prejudicariam sua empresa, utilizando de informações privilegiadas, por exemplo, para obter vantagem própria.

É incontestável que parcerias estratégicas podem ser a solução para aumentar as vendas e, consequentemente, desenvolver mais o seu negócio. Contudo, como qualquer procedimento interno, o empresário precisa traçar um planejamento bem detalhado de como acontecerá essa união.

Aprendeu como unir forças com a concorrência para vender mais e quer receber dicas sobre esse universo? Então, siga a gente no Facebook e no LinkedIn.