Ter um resultado melhor e aumentar os lucros no varejo são os principais objetivos de grande parte das empresas. Muitos administradores sabem que a forma mais simples de fazer isso é impulsionar as vendas.

Porém, somente aqueles que se importam com a performance estão dispostos a melhorar a gestão de outros setores para ter os rendimentos esperados.

Para ajudar sua empresa a ter um lucro ainda melhor, confira dicas imperdíveis não só de gestão de vendas, mas também de compras e de precificação dos produtos para atrair clientes, reduzir custos e melhorar a eficiência do seu negócio:

Gestão de compras

Faça um planejamento de estoque

Planejar quantos produtos se deve disponibilizar para venda é muito importante, já que um bom estoque não pode ficar parado ou deixar que falte mercadoria, comprometendo o fluxo de caixa da empresa e até mesmo gerando perdas por mau armazenamento. 

Para conseguir essa otimização, é preciso conhecer a fundo os hábitos de compra de seus clientes. Mantenha atualizadas as informações sobre quais produtos saem mais, qual a média de compras durante a semana e, se possível, crie um alerta para quando o estoque estiver em um limite mínimo.

Desenvolva parceria com seus fornecedores

Não cometa o erro de achar que o melhor fornecedor é aquele que oferece o menor preço. Muitas vezes, formas de pagamento mais acessíveis, rapidez na entrega e pontualidade podem ser diferenciais importantes, especialmente se a diferença entre valores oferecidos for muito pequena.

Para ter uma boa gestão de compras, o ideal é criar uma relação de parceria com o fornecedor. Ele pode ser uma importante fonte de conhecimento sobre as movimentações do mercado em que você está inserido, oferecer descontos e até dar dicas de novas oportunidades de negócios.

Acima de tudo, a boa relação com o fornecedor garante que você não fique com os estoques vazios nem compre mais produtos do que a sua real demanda exige, pois ele possui um conhecimento muito mais aprofundado sobre qual é a quantidade necessária para o seu negócio.

Exponha todos os seus produtos

Na hora da compra, podemos nos deixar influenciar por embalagens ou até mesmo por um feeling de que o produto vai vender bem e exagerar na quantidade. Porém, não adquira um estoque maior do que você consegue expor sem prejudicar a visualização e o marketing das peças.

Ser racional na escolha do mix de produtos e fazer previsões de demanda realistas ajudam não só a comprar melhor, mas também a gerir o estoque com mais facilidade e atrair clientes. Por isso, quando for efetuar a compra, tenha esse critério em mente: adquira somente o que pode expor no seu PDV.  

Precificação

Valorize as vendas com um bom preço

Estabelecer preço para um produto é determinar o valor que ele tem. Por isso, nem sempre fazer um preço de venda baixíssimo é uma boa ideia, já que seu cliente pode achar que seu produto é ruim. No entanto, colocar um valor muito alto pode passar a ideia de que a sua empresa é “careira”, afastando compradores.

Para não pecar pelos excessos, a precificação deve ser executada com cautela. Obviamente, todos os custos devem ser levados em consideração, assim como a margem de lucro, que faz a sua empresa sobreviver e justifica a sua existência.

O processo de valorização do seu produto exige um grande conhecimento do negócio, do poder de atração do seu ponto de venda e, é claro, da qualidade atrelada às marcas oferecidas. Porém, quando bem percebido, é fundamental para a fidelização do cliente. 

Observe as movimentações da concorrência

Uma das formas mais tradicionais de precificar um produto é observar qual a média dos preços da concorrência, pois isso garante que a sua empresa seja competitiva no mercado. Entre no site dessas empresas, frequente as lojas e veja como atraem e fidelizam clientes.

Porém, lembre-se de que isso não é uma corrida para saber quem cobra menos. Trata-se de descobrir como agregar mais valor e convencer o cliente de que o produto que você oferece é melhor do que os outros. Essa “sacada” impacta na sua lucratividade, pois faz com que o cliente aceite pagar o que você cobra.

Remarque quando necessário

Não tenha uma relação de afeto com seu produto, tendo dó de diminuir ou aumentar preços quando o mercado exige movimentação. Esse medo só gera mercadoria parada e redução no faturamento, que é o contrário do que você deseja.

A revisão de preços é um ajuste de demanda, fazendo seu negócio ser mais atrativo.

Para que esse reajuste não influencie negativamente seus resultados, trabalhe com uma margem de lucro dinâmica, que possa ser reajustada em momentos de queda ou aumento das vendas, sempre pensando em obter a maximização dos lucros.

Gestão de vendas

Tenha um bom atendimento

Apesar de ser clichê, ter um bom atendimento para aumentar os lucros é uma das dicas mais ignoradas pelos empresários. Para isso, não basta ter vendedores: é preciso motivá-los a vestir a camisa do seu negócio, a ter estratégia e a saber como engajar seus compradores para que queiram sempre mais.

Quando você busca esse nível de excelência no atendimento, com um bom pós-venda e profissionais eficientes e treinados, sua gestão de vendas gera um impulso no faturamento, já que o bom atendimento motiva os clientes a fazerem questão de comprar na sua empresa. 

Conheça tudo sobre o seu produto e o setor

Não existe nada mais desanimador do que chegar a alguma loja e notar que o vendedor sabe menos sobre o produto do que você. Para um comprador, isso é uma deixa para não voltar a um estabelecimento.

Até mesmo o e-commerce sofre com esse problema, quando as informações sobre um produto não são claras e prejudicam a compra.

Envolver o cliente exige conhecimento não só sobre os produtos ofertados em sua loja, mas também sobre os concorrentes, os prós e os contras de cada um. Quando seu vendedor sabe manter um diálogo e convencer o comprador, ele se torna uma fonte de conselhos e, certamente, fará a venda, além de fidelizar o cliente.

Analise os resultados diariamente

Ao fim de uma jornada de trabalho, cabe ao administrador checar quais produtos tiveram melhor desempenho, qual vendedor se destacou, quais estoques estão parados e o que fazer para reverter esse processo e vender mais, mesmo em períodos de crise.

Quando há o cuidado de se fazer uma análise aprofundada e a verificação das estratégias a seguir, o negócio consegue aumentar os lucros no varejo com dinamismo. Descontos e promoções eficientes dependem dessa ação. Por isso, dedique um tempo para fazer esse estudo todos os dias!

O processo de gerir tudo isso pode ser trabalhoso, mas se torna muito mais simples quando administrado por um software de gestão. Com ele, todas as análises, tanto de precificação, como de vendas e custos, se tornam práticas e acessíveis, até se tornarem processos naturais no dia a dia da empresa.

Assim, você reduz custos, impulsiona o faturamento e consegue aumentar os lucros no varejo sem ter muito trabalho, ganhando tempo para passar com a sua família ou buscar novos negócios! 

Gostou das nossas dicas de como aumentar os lucros no varejo? Compartilhe esse conteúdo nas redes sociais (LinkedIn e Facebook) e faça com que mais empreendedores tenham resultados melhores!