Quem tem um negócio sabe da importância de mensurar resultados. Este é um fator chave para o sucesso de qualquer estratégia. Contudo, no caso do marketing digital, lidar bem com as ferramentas nessa área é questão de sobrevivência. Afinal, temos a possibilidade de acompanhar as reações do público e, a partir daí, fazer os ajustes necessários.

Mais do que uma atuação pontual, o monitoramento das estratégias vai garantir que a empresa conheça cada vez melhor o seu público e, assim, consiga fazer uma abordagem mais personalizada. Não se iluda: o usuário das plataformas online é muito exigente e demanda personalização.

Você sabe quais métricas acompanhar e as ferramentas que pode empregar para executar esse trabalho? Este é o tema do artigo de hoje. Boa leitura e, na sequência, mãos à obra. Não deixe de aproveitar os recursos disponíveis para tornar suas estratégias mais certeiras!

Como mensurar resultados nas plataformas online?

A questão da mensuração é um dos principais diferenciais do marketing digital em relação ao modelo tradicional, uma vez que nas plataformas online é possível analisar o comportamento do público de forma bastante precisa.

Na prática, com o uso das ferramentas adequadas — e existem várias delas, inclusive gratuitas na internet — conseguimos saber quem viu o site da empresa, quanto tempo a pessoa permaneceu no endereço e temos como saber até mesmo o que o usuário fez depois de sair da página.

Seguindo no exemplo do site, para ficar apenas num dos canais, vale o registro de que é bem simples acessar esse tipo de informação. Basta usar as chamadas ferramentas de web analytics.

Por que devemos investir em mensuração?

Nos próximos tópicos vamos falar mais sobre o Google Analytics, mas por ora anote aí: quanto mais familiaridade com o monitoramento, mais aprendizados a marca adquire. E o resultado disso é o emprego mais apropriado dos recursos, ou seja, verbas otimizadas.

Se detectamos as estratégias que dão mais resultados, temos como intensificá-las. E o inverso também funciona. Se o post no Facebook não gerou engajamento, por que insistir na estratégia?

Fique atento: citamos o caso dos sites, porém esse tipo de monitoramento é válido também para as campanhas de links patrocinados, posts e anúncios nas redes sociais e campanhas de e-mail marketing.

É a partir desse tipo de mensuração que entendemos melhor o comportamento do público e, principalmente, conseguimos refinar as iniciativas, aproveitando, por exemplo, as inúmeras oportunidades de segmentação das campanhas.

Quais métricas são imprescindíveis?

Para ter uma estratégia bem-sucedida, é importante definir, de antemão, quais são os KPIs — Key Performance Indicators — mais relevantes para o negócio. É a partir deles que a empresa vai conseguir extrair informações efetivas.

Cada empresa deve tomar essa decisão com base nos objetivos traçados para cada ação, porém é muito difícil deixar de fora:

1. Engajamento

Especialmente importante para as redes sociais, este indicador vai mostrar o nível de envolvimento obtido com o público. Para calcular o índice, basta uma conta simples: divida o número de visitas recebidas na página pelo número de visitantes que estabeleceram algum tipo de interação com o conteúdo.

Fique atento: se a página tem alto alcance, ou seja, muitos visitantes, mas baixo engajamento, algo está errado, porque a abordagem não está sendo efetiva. 

Lembre-se que engajamento pode ajudar muito na sua estratégia. O Google leva em conta a popularidade do site para fazer o ranqueamento e o mesmo ocorre com o Facebook. Quanto mais interações, mais chances de o conteúdo ser exibido.

2. Alcance

Esse tipo de métrica vale para todas as mídias, não apenas para as plataformas online. É ela quem dá a eficácia da sua programação, permite avaliar quem foi exposto à sua mensagem.

Para mensurar esse resultado, temos que avaliar os dados básicos sobre impressões, tráfego no site e/ou seguidores nas redes sociais.

Atenção: procure sempre relacionar este dado com outras informações, porque o número isolado não diz muita coisa sobre a campanha.

3. Lead

Saber que o conteúdo foi visto é bom, porém nada é mais importante do que entender a qualidade daquele contato. É nesse contexto que a quantidade de lead ganha relevância. Nesse caso, o principal é entender se a pessoa alcançada tem interesse na marca. O objetivo de qualquer estratégia é chegar nesse resultado, oferecer a mensagem para quem tem mais chances de se tornar um cliente, correto?

Nas mídias sociais, lembre-se de que estamos falando de canais propícios para nos aproximarmos do público e, a partir da interação, verificar se aquela pessoa tem como evoluir de visitante para lead.

4. Clientes

Sem dúvida, este é um dos indicadores mais importantes para o marketing digital. Ao avaliar o número de clientes conseguidos com determinada ação, a empresa tem em mãos uma valiosa informação para otimizar os recursos.

E, quando entramos nesse terreno, vamos conseguir chegar em outras métricas igualmente importantes para o negócio, como a mensuração sobre o custo de aquisição de clientes e, ainda mais importante, o ROI. Ou seja, quanto daquele investimento retornou para a empresa.

Em um cenário ideal, lembre-se de que o mais indicado é combinar diferentes KPIs. Esse é o caminho para se aprimorar as estratégias, otimizar as verbas e, com isso, aumentar os resultados obtidos nas plataformas online.

Quais ferramentas devem ser usadas?

Google Analytics

É a partir do uso dessa ferramenta que vamos avaliar a quantidade de visitas do site, como as pessoas chegaram até o endereço, como foi a navegação etc. Há muita informação disponível nos relatórios do Google Analytics.

Como acessá-las? Basta instalar o código no seu site para ter uma excelente visão sobre o comportamento do público durante a navegação.

Google AdWords

Os relatórios da plataforma vão indicar exatamente o que aconteceu com as suas campanhas de links patrocinados. Detalhe importante: é possível controlar a campanha em tempo real, sabendo exatamente quem viu o anúncio e interagiu com ele.

Redes sociais

Há várias ferramentas específicas para o monitoramento das redes sociais, além, claro, dos relatórios que podem ser obtidos nas próprias plataformas. A decisão de qual usar vai depender da verba disponível e do volume. Não deixe de analisar:

  • Alertas do Google. É básica, mas serve para monitorar nomes, frases e palavras-chaves. Basta ter uma conta no Google e um endereço no Gmail para usá-la.
  • Hootsuite. Uma das mais usadas pelo mercado, oferece uma boa cobertura para redes sociais, blogs etc. Com a versão gratuita, você consegue acompanhar até três redes de forma simultânea.
  • Cyfe. O dashboard é um dos destaques, porque oferece possibilidades de customização para dados e métricas, envolvendo diversas redes sociais.
  • Seekr Alerts, Search e Medi.as. Uma das vantagens, nesse caso, é que a empresa pode concentrar as contas de Twitter, Facebook, Instagram e e-mail.
  • IceRocket. Uma das mais completas, faz o monitoramento das redes sociais e permite um bom acompanhamento dos blogs.

Para não errar ao mensurar resultados das suas estratégias online, é preciso tomar alguns cuidados. Primeiro, se tiver um parceiro na área de comunicação, garanta que o contrato especifique como será feito o acompanhamento dos resultados.

Segundo, não deixe de incluir no seu planejamento quem será responsável pelo acompanhamento dessas informações. Critérios e regras claras são fundamentais para que haja a devida atualização e um uso mais inteligente dos dados.

Gostou do artigo? Entendeu melhor como funciona a mensuração de resultados no ambiente online? Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades nessa área.