taxa de conversão em e-commerce

O desafio de transformar visitas na loja on-line em vendas é realmente muito grande.  Diminuir a taxa de rejeição e abandono de carrinho é o desejo de todos os que trabalham com comércio eletrônico.

Segundo pesquisa realizada pela empresa Experian Hitwise, a taxa de conversão média brasileira em e-commerce fica entorno de 1,65%. Essa taxa baixíssima está associada a uma série de fatores que impedem que o consumidor chegue ao momento exato de compra.

Nesse artigo, vamos apresentar alguns dados relevantes para quem deseja aumentar a taxa de conversão em e-commerce e ampliar seu mercado de vendas online.

 

Entendendo o que é Taxa de conversão

A Taxa de conversão em e-commerce é o fator decisivo para definir se o negócio está dando certo ou se irá naufragar.  Em recente análise das taxas de conversão em e-commerce no mundo todo, o reino unido apresentou o maior êxito nesse sentido, tendo uma taxa média 3.31%.

Enquanto isso, muitas empresas nem sequer sabem realizar o cálculo correto da taxa de conversão.  Para calcular essa taxa de conversão é necessário realizar o seguinte calculo:

 

TAXA DE CONVERSÃO = [(NÚMERO DE VENDAS) ÷ (TOTAL DE VISITAS)] × 100

 

A SBVC apresentou em um de seus artigos as 10 empresas que possuem as mais altas taxa de conversão em e-commerce. Entre as 10 lojas virtuais com maior índice de conversão estão:

  1. Schwan’s (Companhia de comida congelada);
  2. Woman Within (Loja de moda plus size);
  3. com (Varejista de vestuário);
  4. com (Farmácia pet);
  5. com (Loja de suplementos vitamínicos);
  6. QVC (Loja de Departamento);
  7. ProFlowes (Floricultura Online);
  8. Office Depot (Serviços e soluções para local de trabalho);
  9. Oriental Trading Company (Loja de departamento, especializada em festa);
  10. Roaman’s (Loja de moda plus size).

 

O que elas têm em comum?

Taxa de Conversão
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Taxa de Conversão no ecommerce

Ao averiguar a condição dessas empresas, notamos algumas semelhanças entre elas. Por exemplo, todas já possuem um nome consolidado no mercado, o que aumenta a sua credibilidade perante o cliente. A maioria já atua a um bom tempo no mercado e mesmo que não possuam uma loja física de referência, já conquistaram o seu espaço na mente dos consumidores.

Além do nome de peso, também nota-se que a maioria dessas empresas trabalha com nichos de mercado, isso é, atuam em segmentos muito específicos. Essa é uma estratégia que deve ser muito bem planejada, já que a quantidade de consumidores é limitada. Entretanto, quando o empreendimento conquista o target, o sucesso é garantido, pois a concorrência nesses casos é baixa.

 

Planejamento de estratégia para aumentar conversões em e-commerce

Apesar das empresas bem sucedidas em número de conversão ter características semelhantes, não existe receita de bolo para o sucesso no quesito conversão. Apesar de ninguém possuir uma forma mágica, é possível descobrir pontos importantes que farão a diferença para que o  consumidor decida-se por comprar em sua loja virtual. Veja alguns dos fatores relevantes abaixo.

 

Conheça seu público

Um dos fatores que ajudam a alcançar uma boa taxa de conversão em e-commerce é conhecer profundamente o seus visitantes. A análise desse grupo de pessoas é facilmente identificada através de ferramentas como Google Analitcs, por exemplo. É extremamente importante compreender a origem do tráfego do seu site, bem como o tempo de permanência nele e as páginas mais acessadas.

A partir dessa verificação, você poderá definir quais tipos de conteúdo mais atraem o seu público e como você pode leva-lo ao ato de compra.

 

Linguagem personalizada

Conseguir se comunicar no modelo “um para um” com o seu público é algo que poucas empresas sabem fazer. Desenvolver um relacionamento de parceria com o cliente faz total diferença para aumentar o índice de conversão em e-commerce.

Para manter essa comunicação, nada melhor do que o envio de e-mail marketing e Newsletters personalizadas para cada de cliente.  Entretanto é preciso desenvolver uma boa estratégia para que as suas campanhas de e-mail tenham sucesso.  Segundo dados, apenas 25% dos clientes abrem os e-mails e apenas 2% se convertem em vendas.

Desenvolver fluxos de e-mail para todos os segmentos de cliente será fundamental para atrair o consumidor e lavá-lo a uma conversão. Além disso, por meio desse meio de comunicação o seu cliente fica a par de todas as novidades oferecidas pela a sua empresa.

 

Design intuitivo

Uma parte muito importante na composição do site e que muitas vezes é negligenciada pelas empresas é a questão do design intuitivo. As pessoas têm cada vez menos tempo disponível e isso se reflete nas suas compras online.  Neste caso, o site precisa oferecer uma estrutura intuitiva e atraente, porque isso facilita o processo de compra do consumidor.  Sendo assim, quanto menos etapas a pessoa precisar percorrer para finalizar a compra, melhor.

O site precisa possuir botões grandes para chamar a atenção do cliente, além de inserir pop ups estratégicos para conversões.

 

Opção Wishlist

A famosa lista de desejos é um item que não pode faltar para as empresas que querem aumentar as taxas de conversão em e-commerce. A maioria dos clientes pesquisam os produtos antes de compra-los. Quando a opção wishlist está disponível, o cliente consegue armazenar os produtos que deseja adquirir futuramente.

Com os mecanismos de busca do Google, geralmente os produtos procurados pelos clientes costumam aparecer em anúncios de outros sites, aumentando assim a chance do cliente retornar ao seu site e finalizar a compra.

 

Participação nas redes sociais

Não dá pra negar que as redes sociais vieram para ficar e as empresas que não estão presente nessas plataformas, vão ficar para trás. Várias transações já acontecem via rede social, pois se trata de um canal altamente interativo. Em uma página da empresa, por exemplo, os clientes podem tirar dúvidas e fazer perguntas em tempo real.

Muitas pessoas pensam que rede social e e-commerce são caminhos divergentes, o que é um equívoco. Tais plataformas estão completamente ligadas, pois divulgando os seus produtos via rede social, você pode apresenta-los de maneira muito mais sutil e menos invasiva, além de linká-los  ao o e-commerce, onde o cliente poderá efetuar a  compra.

 

Avaliação dos clientes e pós-venda

Tão importante quanto vender é saber se o cliente ficou satisfeito com o que adquiriu. Para isso é necessário possuir um sistema de pós-venda no qual seja possível coletar informações de satisfação do cliente, sobre o produto ou serviço que recebeu.

Como a procura por informação antes de adquirir um produto só aumenta, coletar essas avaliações e disponibilizá-las para que outros clientes possam ver, colabora positivamente para a tomada de decisão do consumidor.

Essa estratégia é de grande relevância para passar segurança e credibilidade ao potencial cliente, pois com essas avaliações ele consegue esclarecer possíveis dúvidas e receios que possa haver.

 

Conclusão

Como vocês puderam perceber, aumentar a taxa de conversão em sites de e-commerce é um trabalho árduo que precisa estar sempre sendo atualizado com as novidades do mercado. Ao apostar nesse tipo de negócio é preciso entender que só será possível aumentar os lucros com essa ferramenta se houver investimento e envolvimento por parte de todos os colaboradores do projeto.

Um detalhe que deve ser ressaltado é a disputa com a concorrência. É importante observar o que a concorrência faz, mas não reproduzir de maneira idêntica tudo o que eles propõem. Negócios bem sucedidos precisam de personalidade e identidade definida para que o público te veja com singularidade.

 

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus contatos.