Quem busca investir em comércio eletrônico precisa estar ciente de que é necessário muito planejamento para fazer com que o negócio seja bem sucedido. Com a queda nas vendas das lojas físicas, muitas empresas estão migrando para o cenário virtual, o que consequentemente, aumenta o número de concorrentes.

Em meio a tantos desafios, muitas empresas podem encontrar dificuldade para vender em determinadas épocas do ano, seja pela sazonalidade ou pelo seu campo de atuação. Para vencer esses obstáculos que causam grande prejuízo financeiro é importante  aplicar algumas estratégias que possam reverter essa situação.

Sendo assim, separamos algumas dicas para quem trabalha com comércio eletrônico vender bem de Janeiro a Janeiro.

 

Desenvolva um site atrativo

Comércio eletrônico - Tenha um site criativo a adaptado ao seu tipo de negócio.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Comércio eletrônico – Tenha um site criativo a adaptado ao seu tipo de negócio.

A visão é o sentido humano que mais causa impacto na percepção das pessoas. Deste modo, explorar o visual no seu site de comércio eletrônico é essencial para chamar atenção do público. É importante frisar que quando falamos em “Chamar atenção”, não significa construir um site colorido ou cheio de efeitos.

Nesse sentido, o seu site precisa ter as características que o seu público procura. Para exemplificar, imagine um site ligado ao setor tecnológico para empresas com ícones de coloridos e infantilizados, e cheio de ilustrações nas páginas. Provavelmente esse site não passaria a credibilidade necessária, pois não se adéqua ao perfil do público para quem foi criado.

Para criar um site atrativo é necessário levar em consideração pontos como:

  • Características do público-alvo;
  • Estrutura;
  • Usabilidade;
  • Funcionalidade

A criação de um site responsivo ou com uma versão mobile também é essencial para quem está entrando no ramo de comércio eletrônico. Com a mudança de comportamento dos consumidores, o aumento de compras via celular aumentou em torno de 50%.

De qualquer modo, o ideal é realizar uma pesquisa de mercado antes de montar o seu comércio eletrônico para entender melhor como outras empresas do seu setor estão atuando e procurar encontrar um ponto de diferenciação para o seu negócio.

 

Sobreviva a sazonalidade

Algumas empresas atuam com nichos de mercado, o que acaba reduzindo drasticamente o seu alcance. Além disso, alguns produtos só geram vendas em determinadas épocas do ano, como roupas de praia, por exemplo. Quem trabalha com produtos sazonais precisa ter estratégias diferentes para conseguir manter o seu negócio de pé durante todo o ano.

O primeiro passo para driblar a sazonalidade é saber explorar as datas comemorativas. Esses momentos do ano são os que as vendas mais crescem, sendo assim é preciso aumentar a divulgação nessa época. Utilize também estratégias de marketing para alcançar o público em diversas plataformas, como por exemplo, nas redes sociais.

Outra estratégia que pode ajudar a vender mais em épocas de sazonalidade negativa são as promoções. Quem trabalha com estoque sabe o quanto é complicado deixar um produto parado por muito tempo. Nesses casos, abaixar os preços dos produtos ou oferecer algum outro benefício, como um brinde, por exemplo, pode ajudar a combater os prejuízos da sazonalidade.

Algo que nunca pode ser deixado de lado é a comunicação com o cliente em todas as épocas do ano. Envie e-mails, faça postagens nas redes sociais e envie informativos para a residência dos seus clientes.

 

Participe do sistema Marketplace

Atuar em Marketplace ajuda nos resultados.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Atuar em Marketplace ajuda nos resultados.

Ter um site de comércio eletrônico sempre terá a sua importância, mas as suas vendas on-line não precisam se limitar a ele. Hoje com a ajuda do Marketplace, as empresas conseguem divulgar seus produtos em outros sites. Essa ação aumenta a visibilidade dos artigos vendidos, além de reduzir custos.

Sites como Mercado livre e Americanas.com disponibilizam esse tipo de estratégias para que outras empresas vendam os seus produtos. Essa ação abre para as empresas muitas oportunidades de venda, o que consequentemente contribuirá para o crescimento do negócio.

 

Facilite as formas de pagamento e entrega

Formas de pagamento para comércio eletrônico.
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Formas de pagamento para comércio eletrônico.

Apesar de ser algo essencial, muitas empresas não dão a devida atenção aos métodos de pagamento que estão disponíveis para os clientes. Apresentar um ambiente seguro para o consumidor é fundamental para efetivar a venda de fato.

Segundo pesquisa realizada pela PaymentOne e Javelin Strategy & Research (Why Consumers Don’t Pay: Opportunities for Digital Commerce), 79% dos consumidores comprariam mais nas lojas online se fossem disponibilizadas opções de pagamento mais seguras. Neste caso, coloque em seu site selos de verificação de segurança, além de especificar claramente todas as formas de pagamento disponíveis.

Não podemos deixar de ressaltar também que no comércio eletrônico, surpreender na entrega dos produtos é uma ótima estratégia para fidelizar clientes. É importante oferecer sempre mais de um método de entrega das encomendas. Além disso, é de total dever da empresa entregar os produtos dentro do prazo estabelecido. A entrega fora do prazo causa má reputação e penaliza o vendedor de maneira significativa.

 

Faça a analise dos resultados

No comércio eletrônico a analise dos resultados é peça chave para fazer com que as ações deem certo. Nem sempre as táticas utilizadas surtem o resultado esperado e por essa razão só com a ajuda da analise será possível observar o que deu certo e o que não.

A empresa também deve verificar quais são os produtos mais e menos vendidos no site e designar estratégias diferentes para cada um deles. Essa verificação deve ser realizada mensalmente, pois pode haver variações.

 

 

Gostou dessas dicas? Compartilhe com seus contatos.